h1

3º Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável

31/07/2009

sustentabilidadePara todos os interessados em “inovar, educar e agir na busca de soluções para superar os problemas sociais e ambientais, tendo a sustentabilidade como pilar central e norteador”, acontecerá na primeira semana de Agosto no Teatro TUCA (PUC-SP) o 3º Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável.

O objetivo do Congresso é atravessar a barreira da teoria e buscar soluções inovadoras, práticas e que tenham um baixo impacto socioambiental. Para isso contará com um fórum sobre Comunicação e Sustentabilidade, plenárias e workshops.

Para mais informações, programação completa e inscrição acesse:

http://www.sustentavel2009.org.br

Data: 4 a 6 de Agosto de 2009

Local: Teatro TUCA, R. Monte Alegre, 1024 – Perdizes – SP

Caroline Martins de Souza

h1

Comunicação Governamental

20/07/2009

A comunicação governamental aborda as ações e atividades desenvolvidas pelo Governo federal, Estadual e Municipal (e todos seus órgãos, como secretarias e ministérios) para democratizar os interesses e prestar conta de seus serviços à opinião pública.

Algumas empresas estatais como Embrapa, Banco do Brasil e Petrobrás estão cada vez mais aderindo a excelência na comunicação. Porém, quando se fala em política brasileira, a transparência e ética não são características identificáveis. O que acaba denegrindo a imagem da comunicação estratégica, pois muitas vezes os governantes usam a comunicação para defender os interesses governamentais e promoção pessoal e não para se alinhar com a opinião pública.

Por outro lado as organizações privadas utilizam o lobby como estratégia para defender seus interesses. Do ponto de vista democrático os grupos organizados (empresas, entidades e movimentos sociais) têm o direito de defender seus interesses e ideias.  Mas como dito anteriormente, não há transparência e nem ética dentro da política, e a corrupção, propina e o abuso de poder invadem o espaço e denigrem a imagem do lobby.

Cabe aos cidadãos cobrarem  que os governantes trabalhem de maneira ética e assim com que os políticos prestem conta de suas ações, fazendo valer o uso do voto consciente.

 

Juliana M. Destro

h1

Mais sobre terceiro setor

08/07/2009

mundo_mãos

 

Os novos paradigmas da sociedade fazem com que as organizações utilizem cada vez mais estratégias e instrumentos da comunicação para estreitar e melhorar o relacionamento com seu público, entre essas organizações pode-se destacar o crescimento do terceiro setor nessas atividades.

O terceiro setor corresponde a instituições com preocupações e práticas sociais, culturais e ambientais, sem fins lucrativos e que geram bens e serviços de caráter público. Como por exemplo, ONGs (organizações não governamentais), instituições religiosas, com o apoio de voluntários, etc.

 

Essas ações podem ser classificadas em:

 

– filantrópicas – ato de doar dinheiro ou outros bens a favor de instituições e/ou pessoas. Pode ou não ser contínua.

– sustentáveis – Ajuda que gera outras ações sem a necessidade de mais investimento. A ação acaba se autosustentando.

– de responsabilidade social – ações conjuntas das empresas e todos seus funcionários, cumprindo deveres e obrigações para com a sociedade. Não só de maneira financeira, mas também como trabalho voluntário.

 

Muitas empresas investem nessas causas apenas pela redução do valor de imposto de renda, porém cada vez mais, devido às dificuldades sociais, muitas organizações levam esse trabalho assistencial bem a sério.

E é ai que  atua a comunicação, estreitando o relacionamento entre a organização e a comunidade, e divulgando as ações realizadas (embora algumas empresas não desejem que essas ações sejam divulgadas). A utilização de técnicas e estratégias como eventos beneficentes, divulgação impressa e on-line e blogs estão cada vez mais em alta neste setor.

 

Algumas instituições de ensino superior oferecem cursos nessa área, como a FGV (fundação Getúlio Vargas);  Instituto Ethos de Responsabilidade Social e CEATS (centro de Empreendedorismo Social e Administração do terceiro Setor).

Para obter informações dos cursos acesse:

FGV: http://fgvrj92.fgv.br/ingresso/ExibirDescricoesOfertaCurso.aspx?OfertaCurso=236

Instituto Ethos de Responsabilidade Social: http://www1.ethos.org.br/EthosWeb/pt/48/o_instituto_ethos/o_uniethos/sobre_uniethos.aspx

CEATS: http://www.ceats.org.br/cursos.php

Thamy  Cavassani

h1

Lançamento oficial do livro “Relações Públicas: teoria, contexto e relacionamentos”

30/06/2009

capa livroConforme  citado no dia 15/05, os professores James Grunig, Maria Aparecida Ferrari e Fábio França lançaram seu novo livro, Relações Públicas: teoria, contexto e relacionamentos, no dia 06 de agosto na FAPCOM.

 O livro é dividido em três partes:
 Parte I – Uma teoria geral das Relações Públicas – quadro teórico para o exercício da profissão, James E. Grunig;
 Parte II – Cenário latino-americano da Comunicação e Relações Públicas, Maria Aparecida Ferrari;
 Parte III – Relacionamentos corporativos , Fabio França .

  A obra é destinada  a profissionais e pessoas interessadas na área.

 O lançamento contará com a presença dos três autores e acontecerá na FAPCOM – Rua Major Maragliano, 191, Vila Mariana – São Paulo – Dia 06 de agosto as 19:00.

Confirme sua presença pelo e-mail: marketing@difusaoeditora.com.br ou telefone (11) 4427-9400. Entrada gratuita.

 Para mais informações :  http://www.difusaoeditora.com.br

Marina Almeida Leite dos Santos

h1

Relações Públicas no Festival Internacional de Cannes

23/06/2009

A profissão de Relações Públicas vêm ganhando cada vez mais destaque em meio a outras carreiras da área da Comunicação. Prova disso foi a criação de uma categoria específica em dois festivais que premiam cases de Publicidade e Propaganda: o Cannes Lions e também o Clio Awards 2009. A novidade surgiu devido ao grande interesse das agências de relações públicas em participar do evento.

 

Neste ano no Cannes Lions, além da nova categoria “PR”, também há novidades, como a participação de dez brasileiros no júri, incluindo o representante e sócio da CDN, Andrew Greenlees, que representará o país como jurado da categoria que irá avaliar e julgar cases de comunicação corporativa. Andrew se dispôs a participar como substituto de João Rodarte, presidente da CDN, devido ao conflito de datas em sua agenda.       

Os cases inscritos serão premiados de acordo com os projetos de comunicação corporativa, endomarketing, gestão de crises, responsabilidade sociambiental e relacionamento com o governo e órgãos públicos. Além disso, também haverá categorias técnicas, com premiação de cases que envolvam a utilização de eventos, patrocínios, internet e mídias sociais.

 

O Cannes Lions acontece até sábado, dia 27de Junho. Os cases de relações públicas foram apresentados nesta segunda, dia 22 de junho, e já garantiu um Leão para o país com a ação da Rede Globo de divulgação da serie televisiva Mil Casmurros. O grande vencedor da categoria foi o caseO melhor emprego do mundo”, para estimular o turismo em Queensland, na Austrália. Lembrando que na categoria de Relações Públicas não há divisão entre Leões de ouro, prata ou bronze.

Maiores informações sobre o Festival acesse:

http://www.festival-cannes.com/en.html

Caroline Martins de Souza

h1

O fim de uma fase

05/06/2009

Leitores,

 Estamos chegando ao final do semestre, e com isso ao fim da nossa matéria de comunicação organizacional, portanto encerramos hoje as nossas publicações diárias.

Não se preocupem, iremos manter o blog no ar, independente da disciplina acima mencionada, mas com uma frequência menor de postagens.

Para nós, está experiência foi extremamente produtiva e satisfatória. Com as publicações tivemos a oportunidade de melhorar nossa escrita, pesquisar e entender melhor nossa área de atuação, além de termos conhecido outros blogs e suas rotinas.

Esperamos que vocês continuem acompanhando o nosso trabalho e cultivando a “mania de blogar”.

Caroline Martins de Souza

h1

E a carreira, para onde vai?

04/06/2009

Depois de tanto falarmos sobre Comunicação Organizacional, fica uma vontade de experimentar possibilidades e entrar de cabeça no mercado de trabalho. Falamos muito sobre teorias de comunicação e o que é exigido do profissional dessa área, mas hoje vamos falar um pouco mais das possibilidades que vamos encontrar lá fora.

 

O profissional da área de comunicação pode atuar em diversas áreas em uma organização, já que seu trabalho é dinâmico e variado. Em sua função estratégica, a comunicação atua ao lado da alta administração, traçando diretrizes e planos para a empresa. Há também o profissional que atua na área técnica, auxiliando a função estratégica em uma atividade mais prática.

 

Com a nova direção que o mercado vem tomando, hoje é comum que a função técnica seja exercida em agências de consultoria ou prestação de serviços de comunicação. As grandes empresas contratam o serviço dessas agências, que desenvolvem toda a técnica a partir do plano de comunicação. O trabalho em agências é dinâmico e desafiador, com um novo cliente e uma nova proposta a cada dia.

 

O profissional estratégico por sua vez, atua dentro da organização, e é responsável pela elaboração e aplicação do programa de comunicação, tanto interna quanto externa. É fundamental que esteja interligado e conectado a tudo que acontece em todos os departamentos, já que sua função é essencial para o bom funcionamento e a prosperidade de uma marca. O trabalho dentro de uma companhia possui mais rotina, porém é também muito desafiador e com grande relevância para a organização.

Tamires Ribeiro Porto Silvestre

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.